Notícias

Pintura de Picasso, roubada há seis anos, encontrada na Romênia

A tela se tornou a presa dos ladrões, junto com outras seis pinturas de Henri Matisse, Claude Monet e outros artistas famosos.Na Romênia, a foto foi encontrada, supostamente por Pablo Picasso, roubada em 2012. Isto foi relatado no domingo pelo escritório do promotor romeno. A tela "Harlequin's Head" foi roubada durante uma incursão no Museu Kyunsthal, em Roterdã, na Holanda.

Pablo Picasso, "O chefe do Arlequim" (1971). Künsthale, Roterdão
O custo total das sete pinturas que levaram os ladrões é estimado em milhões de euros. O líder da gangue romena e seus cúmplices foram presos e considerados culpados de roubar de volta em 2013. No entanto, nenhum dos trabalhos foi encontrado, e especialistas locais acreditam que pelo menos três deles foram queimados na tentativa de destruir a evidência.

"A promotoria está investigando as circunstâncias em que a imagem, avaliada em cerca de 800 mil euros, assinada por Picasso, chegou a Tulcea, onde foi descoberta no sábado", disse em um comunicado oficial. Também informa que o trabalho está sendo autenticado e, segundo os promotores, dois cidadãos holandeses trouxeram uma foto para a embaixada holandesa em Bucareste. Eles relataram que haviam escavado em uma floresta no sudeste do distrito romeno.
Nos quadros de vigilância por vídeo durante o roubo, os membros da gangue são vistos entrando pelas portas traseiras do museu e desaparecendo de vista. Depois de alguns segundos, eles reaparecem com itens volumosos. Outras obras roubadas incluíram “Lizaz in White and Yellow” de Matisse, “Waterloo Bridge, London” e “Charing Cross, Londres” Monet, “The Girl at the Open Window” de Paul Gauguin, “Self-Portrait” de Meyer de Hahn e “The Woman com os olhos fechados "Lucien Freud. Leia também: O último fio? Gângster morto, que está associado com o "roubo do século"Deslize com fotos roubadas de Kyunsthal em Roterdã em 2012. Fonte: arabnews.com Lembre-se que no mês passado houve uma esperança de recuperar a tela em grande escala de Michelangelo Merisi da Caravaggio “Natal de São Francisco e São Lourenço”, roubada há quase meio século. Os investigadores insinuaram que o trabalho, cortado da moldura de uma igreja em Palermo siciliano, está escondido em algum lugar da Europa Oriental. A imagem, escrita por volta de 1609 e pendurada na capela de San Lorenzo, é muitas vezes referida como "a mais procurada do mundo", e seu sequestro ocupa o segundo lugar na lista de dez crimes não resolvidos nas artes do FBI. Artur: leia-nos no Telegram e procure Instagram
Segundo a NBC News. A ilustração principal: o espaço vazio na parede, que foi ocupado pela pintura de Matisse “Lizaz in white and yellow” em Künsthal Rotterdam; fonte - Peter Dejong / AP